Faça uma autoavaliação ao seu bem-estar

 

O bem-estar é um estado físico, mental e social e não só a ausência de doenças. uma autoavaliação diária do seu estado de saúde pode constituir o primeiro degrau da prevenção primária.

 

O nosso corpo e a nossa mente são mecanismos de precisão que funcionam sem descanso. O seu correto desempenho depende, em grande parte, de nós próprios. Qualquer desequilíbrio, por pequeno que seja, pode provocar incómodos ou mal-estar, quando não problemas mais graves. Está na nossa mão tirar o máximo rendimento do nosso corpo, com o mínimo de desgaste. Observando o seu funcionamento, durante 24 horas, poderemos prevenir muitos problemas.

O que come?

Praticar uma alimentação correta significa escolher bem os alimentos e estabelecer um esquema regular de refeições, o que significa cinco refeições por dia. É importante manter o peso corporal dentro dos limites da normalidade. Perante uma brusca variação de peso – quer de aumento, quer de perda –, sem que tenha havido uma mudança de hábitos, deve consultar-se o médico.

A dieta deve variada. Em geral, recomenda-se reduzir o consumo de carnes vermelhas, em benefício do peixe e das aves; aumentar a presença de frutas, verduras, legumes e cereais; e limitar o consumo de alimentos ricos em açúcar; não consumir mais de 4g diárias de sal; tomar leite e produtos lácteos magros ou meio gordos; beber água em abundância; ingerir vinho de forma moderada; e evitar as bebidas alcoólicas de elevada graduação.

Como é a sua rotina intestinal?

O melhor momento para defecar é de manhã, como parte da higiene diária, ou depois de uma refeição. O normal é que isso se processe sem incómodos e sem dor. É bom adotar hábitos para que isso aconteça sempre à mesma hora do dia. É um mau hábito adiar a visita ao WC, porque não é o momento nem o local adequado. Se não respeitarmos ao nosso relógio biológico, podemos gerar obstipação. Este problema, por sua vez, pode prevenir-se com uma dieta rica em fibras e exercício físico. Quanto aos laxantes, só os receitados pelo médico.

A urina pode alertar-nos sobre muitas doenças, não só pelo seu aspeto, como também pela sua regularidade. Esta deve ser de cor âmbar, ter um aspeto translúcido, sem sedimentos e revelar o odor característico. Se tiver um aspeto turvo, talvez haja uma infeção, mas certos alimentos e alguns medicamentos podem provocar essa aparência. Beber entre 2 e 3 litros de água por dia facilita o funcionamento dos rins.

Os homens que acordam frequentemente, durante a noite, para irem à casa de banho, podem ter um problema de próstata.

Como dorme?

Para um adulto, oito horas de sono por noite são suficientes. Se tiver insónias ou dormir mas não se sentir descansado, isto pode dever-se a vários fatores. Stress, ansiedade e depressão não ajudam a conciliar o sono. Se a situação não for passageira, deve consultar o médico.

Um bom descanso requer um bom colchão, em especial se se sofre dores de costas ou contraturas musculares. O colchão deve ser firme e a almofada tem de manter a coluna vertebral direita. A temperatura do quarto deve ser moderada: entre os 18 e os 24ºC. Se surgir dor de garganta ou secura nasal, reveja o aquecimento.

Quem tem problemas de sono não deve tomar estimulantes ou excitantes; deve procurar evitar atividades stressantes e o exercício físico intenso poucas horas antes de ir para a cama. São, igualmente, de evitar os jantares copiosos ou pesados, mas também não se deve ficar com fome.

Como é a sua higiene?

A higiene deve ser diária. Há que tomar banho ou duche, de manhã ou à noite e escovar os dentes, após cada refeição. É necessário eliminar suor, gordura, pó, restos de maquilhagem, gérmenes e células mortas da pele.

Deve usar-se um sabão adequado a cada tipo de pele: para peles secas e sensíveis, sabões ricos em óleos vegetais ou ceras; e para peles gordurosas, sabões com pH ácido ou aveia. Devem usar-se cremes hidratantes, para proteger a pele. Após o banho ou o duche, o corpo deve ser bem seco, para evitar o aparecimento de fungos.

O cabelo deve ser lavado, se possível, diariamente, com um champô adequado. A perda de cabelo, se for em quantidades significativas, pode indiciar algum problema hormonal, défice de ferro ou uma situação de stress.

A boca deve ser lavada escovando os dentes e a língua, durante três minutos, no mínimo, com uma pequena quantidade de dentífrico e usando o fio dental, para eliminar totalmente os resíduos de alimentos. Se tem mau hálito, talvez a sua higiene oral não seja a mais correta, embora isso também possa ser um sintoma de cáries, de uma perturbação digestiva ou até de uma infeção das vias respiratórias. Em qualquer dos casos, há que consultar o dentista.

Leia o artigo completo na edição de janeiro 2022 (nº 323)

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here