Dormir mais e melhor: o que muda no sono nos meses de inverno

 

O inverno é a estação do ano com noites mais longas e também com as temperaturas mais baixas, o que afeta as nossas atividades habituais e a razão pela qual preferimos ficar mais tempo em casa. Adormecemos mais cedo durante o inverno, em comparação com as noites de sono mais curtas durante os meses de verão, e por isso acabamos por dormir mais horas. Durante o inverno tendemos a estender o nosso tempo de sono um pouco mais pela manhã, quando acordamos e nos mantemos debaixo das nossas mantas quentes e aconchegantes, tanto tempo quanto possível.

A temperatura e a diminuição da luz natural são algumas das principais razões pelas quais ficamos mais tempo enrolados nos nossos cobertores durante o inverno:

  1. Mudança de temperatura

A temperatura é uma das razões pelas quais dormimos mais durante o inverno. À noite, a nossa temperatura corporal diminui dois ou três graus para facilitar o sono. À medida que a temperatura diminui no nosso ambiente, também diminui a nossa temperatura, tornando-se mais fácil dormir mais durante as noites de inverno em comparação com as noites de verão.

A Fundação do Sono partilhou num artigo que a melhor temperatura do quarto para dormir é de aproximadamente 65 graus Fahrenheit ou 18,3 graus Celsius. Isso significa que é mais fácil dormir, e dormir melhor, no inverno do que nas noites quentes de verão, contando que evite ter o aquecimento ligado no quarto.

  1. Menos luz durante o inverno

A luz também contribui para nos fazer dormir mais no inverno, pois a falta de luz natural produz mais melatonina, a hormona que nos deixa com sono. A nossa necessidade de dormir mais no inverno está associada à quantidade de luz a que estamos expostos, pois uma intensidade de luz mais baixa significa que é hora de ir para a cama, enviando um sinal ao nosso cérebro de que deve começar a preparar o corpo para dormir, enquanto que mais luz está associado ao estado de alerta.

Quando o cérebro recebe pouca luz durante as noites de inverno, responde enviando um sinal ao corpo para produzir mais melatonina, o que cansa o corpo e o prepara para dormir. No inverno, as noites são mais longas e temos menos luz ao longo do dia e com menor intensidade. Essa exposição limitada à luz ajuda a explicar porque podemos sentir que estamos mais cansados e precisamos de dormir mais. O cérebro não recebe o mesmo sinal para ficar acordado e alerta como no verão durante o dia.

É importante observar também que níveis mais baixos de luz durante o inverno podem causar transtorno afetivo sazonal ou TAS, que é uma forma de depressão leve a moderada que surge durante o inverno. Dormir regularmente no tempo de duração recomendado de sete a nove horas e não mais do que esse tempo definido pode ajudar a combater o TAS durante o inverno, quando há menos luz.

Fonte: Emma – The Sleep Company 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here