Diga “sim” aos gelados: 5 dicas para ajudar a reduzir a sensibilidade dentária

Nos meses de verão e de maior calor, é comum que se privilegiem os alimentos e bebidas refrescantes. Gelados, água fresca, sumos com gelo são alguns dos prediletos do verão. Contudo, nem toda a gente consegue desfrutar devido à sensibilidade dentária.

“A sensibilidade dentária é uma condição muito comum e consiste numa sensação de dor que pode ocorrer durante a ingestão de alimentos/bebidas muito quentes ou muito frios. Esta pode surgir devido a vários fatores: a exposição da raiz do dente, devido a retração da gengiva (por vezes devido a uma incorreta escovagem que incide sobretudo numa força excessiva ou a utilização de uma escova muito rija), o desgaste dentário (associado por exemplo ao hábito de ranger os dentes), a erosão do esmalte (devido à ingestão de alimentos ácidos), ou fratura, ficando exposta uma camada mais interior do dente e mais sensível à temperatura dos alimentos, a utilização de pastas branqueadoras abrasivas e a existência de possíveis cáries dentárias em estado avançado. Como tal, os hábitos de higiene e as visitas regulares ao Médico Dentista/ Higienista Oral são muito importantes, uma vez que a prevenção é sem dúvida a melhor solução”, afirma Elsa Antunes, higienista oral na MALO CLINIC Lisboa.

Neste sentido, Elsa Antunes dá cinco dicas para ajudar a reduzir a sensibilidade dentária:

1. Evite alimentos e bebidas ácidos: no verão, torna-se mais comum ingerir saladas com vinagre, refrigerantes ou fruta mais acidificada. O contato dessa acidez com os dentes pode aumentar sensibilidade dentária e, por isso, aconselha-se que se opte por alimentos e bebidas com o pH mais neutro.

2. Use pastas dentífricas/ elixires específicos para a sensibilidade: uma das razões que justificam a sensibilidade dentária é o enfraquecimento do esmalte dos dentes. Para colmatar essa falta de esmalte, nestas pastas vamos encontrar na sua composição, para além do flúor (mineral que ajuda a fortalecer o esmalte), outros componentes que ajudam a minimizar a sensibilidade.

3. Faça uma escovagem correta: a escovagem é essencial para a saúde dos dentes, mas, se errada, pode aumentar a sensibilidade dentária. Assim, é muito importante escolher a escova de dentes com cuidado, optando por uma escova de dureza média/macia ou por vezes as escovas elétricas serão a melhor opção dado que tem um sensor pressão que avisa quando é exercida demasiada força na escovagem.

4. Mantenha os hábitos de higiene oral: em momentos de sensibilidade dentária aguda, até lavar os dentes pode ser uma tarefa difícil, no entanto é importante mantermos o hábito diariamente após as refeições. Neste sentido, é indicado escovar os dentes pelo menos duas vezes por dia e utilizar o fio/ fita dentário pelo menos uma vez por dia (idealmente à noite), evitando que se desenvolvam outros problemas que contribuam para o aumento da sensibilidade dentária;

5. Visitar o médico dentista/ higienista oral regularmente: visitas regulares ao dentista/ higienista oral são indispensáveis para prevenir problemas dentários, não sendo a sensibilidade dentária exceção. Num caso em que a sensibilidade é aguda, só um profissional de Saúde Oral poderá indicar o melhor dentífrico, a escova correta ou o tratamento a seguir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here