Ciência da Autorrealização: o que é e como nos pode ajudar?

A Ciência da Autorrealização propõe um caminho de descoberta de nós mesmos e do outro. Um caminho de aceitação e de autoconhecimento.

 Artigo da responsabilidade do Dr. José Duarte. Mestre em Biomedicina/Medicina Biológico-Naturista

 

 

 

 

Segundo a psicologia, a autorrealização é o conceito que integra a necessidade do autocrescimento e esta inclui aproveitar todo o potencial pessoal, fazer o que a pessoa determina fazer e é capaz de conseguir dispondo-se a isso, para a realização do seu Ser.

A autorrealização está diretamente relacionada com a necessidade de autoestima, independência, autonomia e autocontrolo.

Origem

Foi o psicólogo norte-americano Maslow que desenvolveu, entre 1943 e1945, um modelo que chamou de hierarquia de necessidades, publicado em 1954. Esse primeiro modelo compreendia cinco necessidades.

Posteriormente, no seu livro mais popular, com o título “Introdução à Psicologia do Ser”, de 1968, Maslow acrescentou mais níveis.

A Ciência da Autorrealização não está vinculada à psicologia, mas sim à metafísica/espiritualidade. No entanto, o conceito de Maslow sobre a autorrealização deve ser analisado referencialmente, sendo uma mais-valia para quem se inicia, na medida que pode fornecer alguns princípios básicos para uma autorreflexão.

Hierarquia de necessidades

A versão original continua a ser a hierarquia de necessidades definitiva para a maioria das pessoas.

  1. Necessidade de Autorrealização – Desenvolvimento pessoal, conquista, reconhecimento;
  2. Necessidade de Estima – Autoestima, reconhecimento, status;
  3. Necessidades Sociais – Relacionamentos, amor, fazer parte do grupo;
  4. Necessidade de Segurança – Proteção, abrigo, emprego;
  5. Necessidades Fisiológicas – Fome, sede, sexo, sono.

Características da pessoa autorrealizada

Além de descrever o que se entende por autorrealização, na sua teoria Maslow também identificou algumas das principais características da pessoa autorrealizada:

Aceitação e realismo. As pessoas autorrealizadas têm perceções realistas de si mesmas, dos outros e do mundo ao seu redor, ou seja, têm a perceção realista da realidade fundamental.

Resolução de problemas fora de si. Os indivíduos autorrealizados estão preocupados com a resolução de problemas fora de si (pois dentro de si, estes já não existem). Inclusive, ajudam os outros a encontrar soluções para os problemas do mundo externo.

Expontaneidade. As pessoas autorrealizadas são espontâneas nos seus pensamentos internos e comportamentos externos. Enquanto podem estar de acordo com regras e expetativas sociais, também tendem a ser abertos e não convencionais.

Necessidade de autonomia e solicitude (isolamento voluntário). Uma outra característica das pessoas autorrealizadas é a necessidade de independência e privacidade. Elas desfrutam da companhia de outras pessoas, mas também necessitam de tempo para se concentrar no desenvolvimento do seu próprio potencial individual e procuram o isolamento em determinados momentos.

Continuação de apreciação. As pessoas autorrealizadas, muitas vezes, têm experiências de pico, ou seja, segundo Maslow, momentos de intensa alegria, admiração, espanto, êxtase ou experiências metafísicas ou espirituais. Depois destas experiências, as pessoas sentem-se inspiradas, fortalecidas, renovadas ou transformadas.

Ideia tão antiga quanto a humanidade

Na verdade, todos nós sentimos que existe dentro de nós algo de muito especial, o potencial para alcançar um estado de plenitude. Nos bastidores da nossa mente, mantêm-se viva a eterna ideia da autorrealização, mas esta surge-nos como algo vago ou nebuloso. Alguns de nós decidem, no entanto, seguir esse caminho desconhecido, na expetativa de se encontrarem com o seu Deus Interior.

A ideia da autorrealização é tão antiga quanto a própria humanidade e tem integrado todas as religiões e sistemas filosóficos, ao longo da nossa história cultural, embora com nomes diferentes.

Sente que está a faltar alguma coisa na sua vida? Na realidade, todos sabemos, bem no fundo do nosso ser, que é possível ter uma vida realizada, plena e virtuosa. A única questão que se impõe é esta: está disposto a trilhar o seu próprio caminho rumo à Autorrealização? Se estiver, seja bem-vindo a esta “aventura”. Então, vamos ver alguns conceitos para o orientar no seu caminho rumo à autorrealização.

Leia o artigo completo na edição de julho/agosto 2021 (nº 318)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here