10 bons conselhos para evitar a síndroma pós-férias

0

Sente-se cansado e apático? Resmunga e irrita-se à mínima situação? Não suporta o chefe e já só pensa no próximo feriado? Diagnóstico: sofre da síndroma pós-férias. Aqui ficam alguns bons conselhos para ajudar a superar esse estado de alma.

 

Comece gradualmente

Não se atire como um louco ao trabalho que se acumulou durante as suas férias. O que importa se tem 700 e-mails para ler? Leia metade hoje e o restante amanhã! O segredo do regresso ao trabalho está em tentar fazer as coisas com calma.

Regresse a uma quarta-feira

Para não entrar logo a enfrentar uma semana inteira de trabalho, é melhor que regresse de férias a meio da semana. Se entrar a uma quarta ou quinta-feira, remata a questão dos e-mails nesses dias e descansa mais dois, para amenizar o impacto do regresso.

Não faça contagens decrescentes

Já está a pensar que lhe faltam 6 ou 7 meses para voltar a ter férias? Esta é a forma mais rápida de cair na síndroma pós-férias! Mentalize-se de que está revigorado e pronto para aproveitar o presente.

Sinta-se satisfeito com a vida

É daquelas pessoas que vê o copo meio cheio ou meio vazio? Repare bem: de certeza que está meio cheio! Encare o regresso ao trabalho como um reencontro com a normalidade e com a vida um pouco mais organizada. Se se centra no mal-estar, a única coisa que conseguirá é gerar mais preocupação e ainda mais mal-estar. Além de que os dias assim ficam muito mais compridos!

Não se aborreça com pormenores

Deve assegurar que a sua relação com o chefe, colaboradores e colegas de trabalho se baseia numa comunicação fluida e relaxada. É uma excelente forma de levar a melhor num processo de adaptação. Se é médico, jornalista ou professor, tenha cuidado, porque este tipo de profissões e o ambiente laboral que as rodeiam torna as pessoas mais propensas a sofrer de stress pós-férias.

Leia o artigo completo na edição de setembro 2018 (nº 286)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA