SOS cabelos pós-verão

0

Agora que o sol começa a perder a força e a praia já é passado, chegou a altura de recuperar a saúde e a beleza dos seus cabelos.

 

Horas ao sol, banhos atrás de banhos, muito sal e muito cloro, dias inteiros sob o ar condicionado… Com tantas agressões estivais, não há cabelo que resista! Por isso, a entrada no outono exige cuidados especiais.

Um a um, identificámos os problemas capilares mais frequentes após a praia e a piscina. Conheça-os melhor e descubra soluções eficazes e económicas para utilizar em casa.

 

PROBLEMA

Fios frágeis e quebradiços

Quando os fios se apresentam ressequidos, a sua elasticidade diminui e estes acabam por partir ao pentear. Caso os seus cabelos tenham sido pintados, alisados por processos químicos ou alvo de uma permanente, o mais provável é que estejam ainda mais frágeis.

SOLUÇÃO

Produtos à base de queratina, que conferem ao cabelo toda a sua resistência e força. Para reforçar as doses de queratina, utilize também máscaras intensivas e séruns à base desta substância. Se os cabelos estiverem muito frágeis, opte ainda por um produto diário com proteção solar.

 

PROBLEMA

Secura e resíduos

A água do mar remove a oleosidade natural do cabelo, que é responsável pela sua película protetora. O cloro, por sua vez, abre a cutícula e deixa o córtex, a parte interna do cabelo, desprotegido e permeável a resíduos que retiram o brilho capilar.

SOLUÇÃO

Eliminar os resíduos de sal, cloro, suor e poluição é a primeira medida a tomar. A cada dois dias, use um champô purificante e vá intercalando o seu uso com um champô e amaciador para cabelos muito secos.

Muito importante: uma vez por semana, aplique uma máscara de hidratação intensiva para nutrir o cabelo em profundidade. Se o seu cabelo é oleoso, faça-o de 15 em 15 dias.

 

PROBLEMA

Cabelos indisciplinados

Aqui o problema reside na cutícula. Quando esta fibra capilar está sensibilizada e aberta, devido à secura e à ação química do cloro, os fios adquirem com um aspeto eriçado que resulta num cabelo armado e baço.

SOLUÇÃO

A palavra de ordem é desembaraçar de forma suave. Recorra a produtos específicos para cabelos rebeldes, nomeadamente máscaras e sprays “leave-in”, que não necessitam de ser enxaguados.

 

PROBLEMA

Cor desmaiada

Quando os cabelos estão fragilizados ficam mais vulneráveis ao sol que, por sua vez, enfraquece o pigmento que dá cor aos fios. Se a isto juntarmos a ação da água das piscinas, temos uma reação química fatal, com os loiros a adquirem um tom enferrujado e os cabelos castanhos e pretos a transformarem-se em vermelhos e laranjas.

SOLUÇÃO

Para recuperar a cor é fundamental, novamente, remover os resíduos capilares com um champô purificante. Utilize ainda produtos específicos para cabelos desbotados que protejam a cor. E porque os cabelos pintados ficam mais danificados, o melhor é utilizar uma máscara para cor a cada 15 dias e, diariamente, socorrer-se de condicionadores profundos.

 

PROBLEMA

Pontas espigadas

Aquelas pontinhas brancas que surgem nas pontas dos cabelos significam que as escamas dos fios estão abertas, deixando o cabelo com um aspeto de “espanador” nada saudável.

SOLUÇÃO

A melhor forma de contornar este problema é mesmo cortando as pontas danificadas. Não precisa ser um grande corte: um a dois centímetros são suficientes.

Para preservá-las ao máximo recorra a produtos específicos à base de silicone, que selam as pontas e impedem a sua abertura.

 

PROBLEMA

Aspeto oleoso e sem volume

Um dos efeitos do sol é precisamente o estímulo das glândulas sebáceas, que produzem mais oleosidade e deixam o cabelo sem réstia de volume junto à raiz.

SOLUÇÃO

Quem sofre deste mal necessita de produtos que confiram volume e corpo ao cabelo, deixando-o leve e solto. O uso de um champô purificante é obrigatório para quem sofre de oleosidade excessiva, ao eliminar as impurezas que se acumulam sobre o couro cabeludo, e que o deixam ainda mais pesado.

Leia o artigo completo na edição de setembro 2019 (nº 297)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA