Massagens sensuais: relaxamento e prazer

0

O poder do toque é infindável. Pode agitar, excitar, alegrar ou, simplesmente, relaxar. Aproveitar a magia que as massagens sensuais podem oferecer é um boa alternativa para aliviar tensões e conduzir ao êxtase.

 

Devido à correria atual, ao stress e aos dias dedicados a tudo menos ao relaxamento, a vida de um casal pode passar por momentos de monotonia, de cansaço e de desmotivação.

São muitas as vezes que chegamos a casa com vontade de nos deitarmos de imediato no sofá e sonhamos em receber umas massagens relaxantes, que nos façam esquecer a agitação de um dia de trabalho. Mas, se o tempo já é escasso para as prioridades, mais escasso ainda se torna para cultivar os momentos livres e a vida a dois.

Com tudo isto, arrefece a aproximação, a cumplicidade, o carinho e, consequentemente a relação sexual. É aqui que entra a magia das massagens.

Importância do toque

O Homem é um ser social e necessita, entre vários fatores, do toque para se relacionar. Ao tocarmos numa pessoa, transferimos e recebemos energias, sendo por isso o toque, seja de um aperto de mão, de um abraço, de um beijo ou de uma simples palmada nas costas, um símbolo de relacionamento, de ligação, de contacto.

Por seu turno, a massagem é uma forma ampliada de tocar com qualidade, proporcionando descanso ao corpo, em partes ou no seu todo.

Uma massagem, para além de quaisquer efeitos estéticos ou terapêuticos que se pretenda atingir, é sempre uma experiência extremamente agradável, que proporciona o calor humano do contacto físico, de uma forma próxima e íntima. É uma forma direta de contacto e constitui a mais elementar base de qualquer terapia.

Entre um casal, a massagem torna-se, desde logo, a mais íntima forma de aproximação. Todo o potencial de bem-estar que esta ligação proporciona está, na massagem, despido da distância ou até do constrangimento que existe entre desconhecidos.

A massagem não é apenas relaxante e confortante, mas também uma forma de expressar amor e carinho. A natureza intimista do toque tem a vantagem adicional de promover uma maior aproximação entre duas pessoas.

Explorar o corpo

Quer conduza ou não ao ato amoroso, a massagem é uma boa maneira dos parceiros explorarem o corpo um do outro e conseguirem intimidade, numa situação descontraída e sensual, com privacidade total e num ambiente confortável.

Através da massagem, abre-se a porta da sedução e do aquecimento do relacionamento amoroso, por vezes esquecido, quando quem dita as regras é o tempo (ou a falta dele).

Através da massagem sensual consegue-se exercer a magia da sedução; consegue-se persuadir quem está relutante, sem precisar usar uma única palavra; consegue-se transformar o tempo num momento profundo de prazer.

Assim, a massagem pode proporcionar o relaxe tão almejado, mas também a motivação apagada da convivência sexual. É que cada centímetro da pele do indivíduo deve ser tratado com cuidado e atenção. Para tal, não são necessários dotes especiais: apenas alguma orientação e o conhecimento dos gestos básicos que podem ajudar. E entre estes gestos, encontram-se os deslizamentos (ajudados por óleos, aromáticos, de preferência), os amassamentos, as fricções e os batimentos.

Em resumo, introduzir as massagens no ato do amor físico proporciona um melhor entendimento entre as pessoas envolvidas, oferece a atenção concentrada e prolongada no objetivo de proporcionar prazer e tem, portanto, profundas consequências na intensidade e qualidade do momento.

Leia o artigo completo na edição de setembro 2016 (nº 264)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA