Insuficiência cardíaca: doença que pode ser tratada e até evitada

0

A insuficiência cardíaca é uma doença que afeta, sobretudo, os mais idosos. Porém, nas últimas duas décadas, ocorreram marcados avanços nos tratamentos, dos fármacos às cirurgias.

0 Brenda MouraArtigo da responsabilidade da Dra. Brenda Moura, Cardiologista do Hospital das Forças Armadas, Porto

 

Cerca de 4,4% da população com mais de 25 anos, em Portugal, sofre de insuficiência cardíaca (IC). No entanto, esta síndrome afeta, sobretudo, os indivíduos mais idosos: se no grupo com menos de 49 anos há 1% de pessoas afetadas, no escalão acima dos 80 anos já são 16 por cento.

POR QUE MOTIVO TANTAS PESSOAS TÊM IC?

A insuficiência cardíaca surge quando o coração não tem força suficiente para bombear o sangue de que o organismo necessita. Deste modo, todas as doenças que afetam o coração podem originar insuficiência cardíaca.

Sabemos, por exemplo, que há muitos doentes com hipertensão arterial (HTA) em Portugal. O coração destes doentes vai estar submetido a um esforço anormal, durante anos, e o que pode acontecer é que, ao fim de algum tempo, este coração começa a não conseguir desempenhar o seu trabalho de forma eficaz.

Outro exemplo de uma situação que leva à IC é o enfarte do miocárdio. Quando um doente sofre um enfarte, há uma zona do coração que morre (o enfarte dá-se quando uma das artérias que levam sangue para o coração entope; a zona do coração irrigada por essa artéria vai ficar sem sangue, portanto, sem oxigénio, e não consegue sobreviver). Esta zona do coração que morre passa a ter uma cicatriz, em vez de músculo, levando a que o coração fique mais fraco.

Para além destas situações, que são muito frequentes, quer em Portugal quer nos outros países desenvolvidos, existe uma outra causa de IC que é cada vez mais habitual e que é mais frequente nas mulheres de escalões etários mais avançados. É quando, por obesidade, por dislipidemia (aumento das gorduras no sangue) e/ou por sedentarismo, o coração e as artérias se tornam muito rígidos, dificultando o seu funcionamento.

COMO É QUE UMA PESSOA PODE SABER SE TEM IC?

Como referido anteriormente, a insuficiência cardíaca é a incapacidade do coração bombear sangue para o organismo na quantidade que este necessita. Dado que em repouso as necessidades do organismo são menores, normalmente não há sintomas. As queixas aparecem quando o doente tenta fazer alguma atividade. Quanto mais grave a situação, menos atividade o doente consegue fazer sem sintomas. Perante estas queixas, é aconselhável recorrer ao médico assistente para um correto diagnóstico e orientação.

 

Leia o artigo completo na edição de maio 2016 (nº 261)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA