Golfe: excelente para a saúde

0

O que dizer de um desporto durante o qual se caminha entre 5 e 10 mil metros, ao longo de 4 ou 5 horas? Sem dúvida, que se trata de uma prática desportiva que oferece importantes benefícios para a saúde.

 

Jogo de origem escocesa, o golfe tem-se desenvolvido de forma acelerada nas últimas décadas. Antes privilégio das elites, este desporto tem vindo a “democratizar-se”, estando agora ao alcance de qualquer pessoa. Portugal é, de resto, considerado um dos paraísos do golfe a nível mundial, facto que se reflete no contínuo aumento do número de campos existentes.

O golfe pratica-se em qualquer idade, dos 8 aos 80 anos, quer como mera atividade de lazer quer como desporto profissional.

Paz e tranquilidade

A principal atração do golfe reside na descontração que proporciona o caminhar de buraco em buraco, num ambiente verde e repousante, percorrendo distâncias de 5 a 10 quilómetros, ao longo de 4 ou 5 horas, o que, como exercício físico, não é para desprezar.

Os benefícios para a saúde são evidentes. Clínicos de todo o mundo são unânimes em indicar o golfe para pessoas que possuam problemas cardíacos, falta de oxigenação sanguínea e muitos outros males, cuja terapêutica inclua uma boa caminhada, respirando ar puro.

Por outro lado, a pessoa não precisa ser musculada para praticar golfe: os magros têm, frequentemente, mais velocidade e agilidade de movimentos. O desporto desenvolve, isso sim, a elasticidade do corpo, bem como a concentração mental.

A paz e a tranquilidade de um campo de golfe são excelentes para combater o stress. O verde, a água, o sol, a brisa e o canto dos pássaros são apenas alguns dos componentes que relaxam o golfista e que o levam a querer praticar sempre mais.

Oportunidade de convívio

O golfe pode ser jogado individualmente ou em grupos de dois a quatro jogadores e tem como particularidade a ausência de um adversário propriamente dito; o único adversário do golfista é o próprio campo – as dificuldades são impostas pelas barreiras naturais dos campos ao ar livre, como desníveis, árvores e lagos –, uma vez que não há nada que ele possa fazer no sentido de dificultar o desempenho dos outros jogadores. O resultado depende de seu esforço individual, da perícia e, também, da sorte. O golfe e, por isso, uma excelente oportunidade de convívio entre amigos.
Leia o artigo completo na edição de abril 2016 (nº 260)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA