Cada idade com a sua dieta

0

Cada idade com a sua dieta: esta é a conclusão a que chegou um grupo de especialistas em Nutrição da universidade inglesa de Norwich. Os resultados das suas investigações apontam para a necessidade de dar primazia a grupos concretos de alimentos em cada fase da vida. Esta abordagem facilita o equilíbrio do organismo e faz com que seja menos traumático perder peso, em caso de necessidade.

 

Dos 20 aos 30 anos

As pessoas desta faixa etária deveriam consumir quantidades elevadas de vegetais de folha verde, como os brócolos, as acelgas ou a rúcula. A razão prende-se com o facto destes alimentos serem muito ricos em ácido fólico, um nutriente que ajuda a prevenir doenças cardíacas e circulatórias.

Os investigadores também recomendam a ingestão de tomate (preferencialmente cozinhado ao vapor) como acompanhamento de carnes e peixes, pois contém licopeno, substância eficaz na prevenção de determinados tipos de cancro.

Outros alimentos recomendados

Geleia real – Fornece uma boa quantidade de vitaminas (A, C, B), minerais e substâncias que favorecem o bom funcionamento hormonal. Além disso, a geleia real é uma das melhores fontes de ácido pantoténico e a única fonte natural de um ácido gordo menos comum, o 10-hidroxi-2-decenóico, ao qual se atribui uma boa parte do poder reconstituinte.

Iogurte – Ajuda a fortalecer os ossos e os dentes, equilibra a flora intestinal, favorece a digestão da lactose, intervêm no crescimento, facilita a perda de peso e, além disso, contribui para a reserva de cálcio necessária na meia-idade.

Grão – O seu elevado conteúdo em hidratos de carbono de absorção lenta converte o grão na melhor opção para manter níveis de energia elevados, sem engordar. Além disso, esta leguminosa é uma importante fonte de proteínas de origem vegetal e contém nutrientes diretamente implicados na energia física e mental, como o magnésio, o fósforo e vitaminas do grupo B.

Espargos – Outro dos alimentos com um elevado conteúdo em ácido fólico. O seu conteúdo de fibras, aliado ao escasso valor calórico, também converte os espargos em ótimos aliados para combater os problemas de obstipação.

Leia o artigo completo na edição de setembro 2020 (nº 308)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here