Preparação para o parto: qual é o interesse destas aulas?

0

Encontra-se no sétimo mês de gestação e, como tal, é o momento de iniciar as aulas de preparação para o parto. Nelas aprenderá a relaxar-se e a controlar melhor esse tão esperado momento. Mesmo que opte por um parto com epidural…

 

Faltam apenas três meses para conhecer o seu bebé. A longa espera torna-a cada vez mais intranquila, mas poderá contar com a ajuda daqueles que mais sabem sobre o tema: os profissionais em preparação para o parto.

Nas aulas de preparação, tanto as grávidas e respetivos companheiros, como os profissionais partilham experiências, num ambiente relaxado. Não se aborrecerá: pelo contrário, aprenderá aspetos de grande utilidade, para que o parto seja mais fácil e seguro. Além de ter a oportunidade de dar resposta a todas as dúvidas, de forma direta e rápida, sentir-se-á compreendida e atendida, nas últimas semanas de gravidez, que costumam ser as mais incómodas.

Programa completo

Não há nada que garanta a ausência de dor no parto, exceto a anestesia. Se decidiu ter um parto mais natural, poderá controlá-lo com a respiração e relaxamento aprendidos nos cursos. Mas as técnicas para aliviar a dor não são o mais importante nem o objetivo das aulas. Todo o processo da gravidez origina um grande número de incertezas, ansiedade e pequenas perturbações. Isto, aliado ao puerpério e aos cuidados físicos e psíquicos do bebé, são aspetos de vital importância, para os quais também receberá preparação nestas sessões.

Geralmente, os cursos constam de aulas teóricas e práticas, onde exercitará a ginástica específica para grávidas.

E se optar pela epidural?

Os cursos de preparação para o parto não estão ligados à anestesia epidural. No entanto, mesmo que a sua intenção seja levar epidural, pode acontecer que o obstetra decida não aplicar a anestesia, se as circunstâncias obstétricas forem adversas.

Independentemente do que acontecer, são numerosas as razões para assistir ao curso. Em primeiro lugar, ter uma informação correta e realista sobre o parto ajudará a saber o que está a acontecer em cada momento. É muito importante reconhecer as diferentes etapas, para que a atuação seja o mais eficaz possível.

Também deverá aprender e aplicar as técnicas de relaxamento e respiração, para controlar as contrações, até ao momento da anestesia. E o mais importante: adquirindo os conhecimentos adequados, poderá ajudar o bebé, empurrando bem, para que ele veja a luz do dia o mais depressa e da melhor forma possível.

Além disso, nas aulas, terá a oportunidade de praticar ginástica, preparando-se para o pós-parto e adquirir os conhecimentos necessários para acelerar a sua recuperação e para responder às exigências do seu filho nos primeiros meses de vida.

Também para os homens

Dar à luz deixou de ser uma coisa exclusiva das mulheres, pelo menos, em sentido figurado! A partir do momento em que o homem reivindica o seu lugar na sala de parto, tem uma cadeira reservada nos cursos de preparação. Também ele necessita de estar preparado para o grande acontecimento.

Nestes cursos, o futuro papá terá a oportunidade de esclarecer as suas dúvidas e de encontrar respostas, tanto quanto ao desenvolvimento do parto, como sobre o papel que lhe está reservado. Aprenderão, além disso, tarefas imprescindíveis, como pôr e tirar fraldas, dar o biberão ou dar banho ao bebé, que tornarão mais fácil a sua participação nos cuidados do filho, desde o nascimento.

Aprender a relaxar

Saber relaxar-se é tão importante como estar em forma. Não só é útil no momento de dar à luz, como ajudará a enfrentar situações quotidianas, que a ponham especialmente nervosa. Também favorecerá um descanso mais profundo e eficaz.

Esta aprendizagem não é tão complicada com parece. Embora para umas pessoas seja mais fácil do que para outras, com empenho todos podemos conseguir. É uma questão de prática e de um treino constante. Para encontrar a técnica que dê resultado, procure o momento e o local mais apropriados. Uma vez adquirida, poderá pô-la em prática em qualquer situação e ambiente.

Leia o artigo completo na edição de outubro 2019 (nº 298)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA