Nutrição em tempo de frio

0

Aproxima-se o inverno, com a chuva e o frio característicos, e com eles alguns ataques à forma física e ao apetite.

 

Com o tempo frio, o corpo despende mais calorias para se manter quente. Isto pode conduzir a duas situações: o aumento da ingestão alimentar e a procura de alimentos mais ricos em calorias, o que geralmente se traduz em gorduras e açúcares.

No entanto, é possível manter uma alimentação equilibrada, mas que ajuda a combater a sensação de frio durante os meses de inverno. Uma nutrição adequada também ajuda a resistir às doenças mais comuns da estação, como a constipação e a gripe, porque alguns alimentos podem reforçar o sistema imunitário e auxiliar a minorar os problemas derivados dos vírus e bactérias.

COMIDAS PICANTES

Comecemos pelas comidas picantes, que fornecem calor natural ao nosso corpo. Aquecem-nos por dentro e ajudam a combater a congestão nasal. Podemos dar mais sabor e mais saúde à nossa cozinha usando pimentos picantes, malagueta e piripiri. O teor de capsaicina (um fitoquímico que dá o saber picante às pimentas) atua como preventivo de infeções bacterianas e fortalece os tecidos pulmonares. A capsaicina tem uma atuação semelhante a uma aspirina natural sobre os coágulos do sangue, dissolvendo-os; atua sobre o muco pulmonar, tendo propriedades expetorantes; é descongestionante; transforma as calorias dos alimentos em calor; e tem ação antibacteriana. Mais ainda: combate o envelhecimento ao atuar como antioxidante e ajuda a controlar o apetite.

Dentro das comidas picantes podemos incluir também o caril e a mostarda, ricos em curcumina, que tem propriedades anti-inflamatórias e de prevenção de alguns tipos de cancro, como os do pulmão, mama, fígado, estômago, esófago, intestino e cólon.

PODEROSO ALHO

O alho é outro alimento benéfico no tempo frio (e não só, porque deve ser consumido durante todo o ano). Estudos referem que o alho contém um composto chamado alicina, que pode ser considerado um antibiótico natural e defende a própria planta dos micro-organismos que tentem atacá-la. Este alimento poderoso também tem propriedades anti-inflamatórias, de intervenção na prevenção da hipertensão, na diminuição do risco de ataque cardíaco, no tratamento de diarreia, na diabetes e na destruição de células cancerosas. A alicina pode, igualmente, ser eficaz na redução do tempo da constipação e ajuda o sistema imunológico a combater as infeções. Facilmente acessível, o alho pode fazer parte de quase todos os nossos pratos, desde as sopas às saladas.

LÍQUIDOS QUENTES E FRIOS

Não são apenas os alimentos sólidos que fazem bem durante a estação fria. Quase todos os líquidos quentes são benéficos para a saúde no inverno, uns com mais calorias do que outros. Os líquidos quentes atuam mais ou menos como as comidas picantes, sendo descongestionantes, calmantes e revigorantes. Um caldo de galinha quente, um chá verde, leite quente (de preferência de soja) com mel ou um chocolate quente (mas feito com chocolate negro e pouco açúcar) são uma boa ajuda para a disposição, principalmente quando estamos doentes.

Qualquer tipo de líquido ajuda a manter-nos bem no inverno, não são só os líquidos quentes. A simples água é sempre vital, mas todos os líquidos ajudam a expulsar as toxinas do organismo. Consuma sopa, chás, água e sumos naturais, principalmente de citrinos, pelo seu rico teor em vitamina C.

Leia o artigo completo na edição de novembro 2019 (nº 299)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA