Leite para toda a família

0

Têm existido algumas controvérsias nos meios de comunicação social sobre se o leite é ou não um alimento saudável para o ser humano. Muitos têm sido os argumentos usados. Muitas têm sido, também, as alternativas propostas, sem, no entanto, haver estudos comparativos fidedignos sobre quais os prós e contras de cada uma delas, em relação ao leite de vaca.

 

Artigo da responsabilidade da Dra. Maria Paes de Vasconcelos, Nutricionista. Licenciada em Ciências da Nutrição pelo Instituto Superior de Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto. Formação em Doenças do Comportamento Alimentar no Núcleo de Doenças de Comportamento Alimentar. Formação Avançada conducente ao grau de Doutor em Doenças Metabólicas e Comportamento Alimentar da Faculdade de Medicina de Lisboa. Membro da Direção da Associação Portuguesa dos Nutricionistas e do Conselho Geral da Ordem dos Nutricionistas.

 

O leite de vaca é um alimento natural, que contribui para dar uma resposta equilibradas necessidades do nosso organismo, tanto para o crescimento como para a renovação e manutenção de um corpo saudável. Não lhe sendo adicionado qualquer produto. O leite de vaca fornece, por si só, uma proteína de excelente qualidade, com uma quantidade equilibrada dos seus aminoácidos. É, assim, equivalente à proteína da carne, peixe ou ovo.

O leite de vaca é, ainda, um alimento que contém naturalmente cálcio, fósforo e vitaminas B2 e B12. Estes nutrientes podem ter alterações conforme o tipo de pastagem das vacas, sendo a pastagem livre a mais adaptada aos animais.

ALTERNATIVAS

Por seu lado, as bebidas vegetais (soja, amêndoa, aveia, arroz, avelã e coco, entre outras) são alimentos obtidos através da demolha (e, por vezes, cozedura) dos seus ingredientes-chave, seguida de trituração com água e filtragem. Não se tratando de produtos naturais, necessitam de vários aditivos, para que o produto se mantenha estável até chegar ao consumidor, nomeadamente: reguladores de acidez, estabilizadores, emulsionantes e/ou espessantes. As bebidas vegetais são também, geralmente, suplementadas com nutrientes, como o cálcio ou adicionando as vitaminas B2, B12, D e, por vezes, a vitamina E.

Apesar disso, o leite de soja – por ter um teor proteico semelhante ao leite – pode ser uma alternativa interessante para pessoas que sejam, por exemplo, alérgicas à proteína do leite de vaca ou intolerantes à lactose e que não apreciem o sabor mais adocicado do leite sem lactose.

OPÇÃO MAIS COMPLETA, NATURAL E SAUDÁVEL

No que diz respeito ao consumo de leite de vaca até à idade adulta, trata-se de um alimento importante para o desenvolvimento das crianças, pois fornece naturalmente proteínas, cálcio e fósforo, nutrientes necessários ao crescimento ósseo. Tem ainda a vantagem de a sua proteína ser de alto valor biológico, equiparável à do ovo, peixe ou carne, pelo que as famílias que optem por retirar estes alimentos da sua dieta podem compensar proteicamente através do consumo moderado de leite.

O leite de vaca continua a ser, portanto, a opção mais completa, natural e saudável para toda a família, que deve adaptar as quantidades consumidas às necessidades de cada faixa etária. A recomendação diária para a população portuguesa é de duas a três porções por dia do grupo do leite e derivados da Roda dos Alimentos (a dose inferior é adequada a crianças de 1-3 anos e a superior destina-se a rapazes adolescentes e homens fisicamente ativos).

Leia o artigo completo na edição de junho 2016 (nº 262)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA