Cuidados pessoais de saúde: recomendam-se!

0

Os cuidados pessoais de saúde são hoje considerados, não um privilégio, mas uma necessidade e, porventura, um direito que, infelizmente, não está à disposição de todos.

 

Artigo da responsabilidade do Dr. Carlos Oliveira, Diretor Geral da Ampliphar – Produtos Farmacêuticos, Lda.

 

Sempre que a oportunidade surge, abordamos a importância da prevenção, quer na manutenção de um bom estado de saúde global, quer na implementação consciente e diária de hábitos que assegurem qualidade de vida.

Nos tempos mais recentes, a necessidade de sensibilizar as pessoas para a prática de atos corretos no dia a dia tem levado instituições públicas e privadas a desenvolver campanhas diversas que, por exemplo, alertam para os perigos do “mau” colesterol, osteoporose, diabetes, hipertensão e obesidade.

Cuidados Pessoais de Saúde – globalmente designados por Self Care –, são hoje considerados, não um privilégio, mas uma necessidade e, porventura, um direito que, infelizmente, não está à disposição de todos.

Uma forma de estar

De facto, Self Care, mais do que a prática diária de cuidados pessoais, é uma atitude, uma forma de estar na vida!

A Organização Mundial de Saúde (OMS) define saúde como “um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não consistindo somente da ausência de uma doença ou enfermidade”.

A decisão que tomamos em recorrer a produtos de saúde, com a intenção de prevenir doenças ou melhorar o nosso bem-estar, deve ser acompanhada de alimentação equilibrada, bons hábitos de higiene, prática de exercício físico, bem como da abolição de comportamentos potencialmente danosos para a saúde.

Importância do exercício

Dia após dia, temos vindo a tomar consciência dos benefícios da prática regular de exercício físico, de uma alimentação equilibrada, enfim, da adoção de hábitos de vida saudáveis.

Entretanto, face ao que atrás escrevemos, a relevância da utilização regular de suplementos está justificada pelos benefícios que podem contribuir para a prevenção de algumas doenças e para a manutenção de um bom estado de saúde.

Para além da suplementação, o conceito Self Care inclui também outras áreas, tais como automedicação, nutrição, dermocosmética, dispositivos médicos, etc., e o já referido exercício físico.

Neste particular, sendo cada vez mais alargado o número de pessoas que escolhem a caminhada ou a corrida ao ar livre, esta prática é particularmente recomendável, uma vez que é saudável e traz inúmeros benefícios. Contribui para a melhoria da condição física, da qualidade de vida, ajuda a perder peso, a prevenir certas doenças e a funcionar como um escape saudável ao stress do dia a dia.

De acordo com a intensidade do exercício, a ingestão adequada de nutrientes é recomendável, bem como a utilização de suplementos que ajudem a evitar a degradação das cartilagens e articulações e a prevenir lesões.

Leia o artigo completo na edição de maio 2019 (nº 294)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA