Cuidados de beleza: erros (demasiado) comuns

0

Até as mulheres mais informadas cometem erros ao nível dos cuidados de beleza, que se refletem em resultados menos satisfatórios e, por vezes, em problemas de saúde. O estranho é que alguns desses erros são demasiado comuns.

 

ERRO:

Maquilhar sem limpar

Aplicar qualquer tipo de creme ou maquilhagem sem preparar previamente a pele é um erro digno de castigo! E preparar a pele significa limpá-la. Qualquer produto que se coloque na cútis sem a higienizar obstrui os poros e provoca acne.

O que fazer? Lavar com um detergente apropriado, aplicar um tónico e, de seguida, hidratar. Estes são os três primeiros passos para uma pele saudável. Só depois de completar este ritual pode aplicar outros cremes e/ou maquilhagem.

Se a sua pele é oleosa, escolha produtos de limpeza em forma de gel ou espuma, que possam ser facilmente removidos com água. Se é seca, prefira cremes removíveis a algodão.

ERRO:

Espremer borbulhas

Para algumas pessoas, espremer borbulhas, pontos negros ou bolinhas de sebo é uma verdadeira tentação. Mas do espremer ao obter uma infeção é um pequeno passo. Evite este hábito todo o custo, pois pode acabar por produzir uma cicatriz para toda a vida.

O que fazer? Assim que apareça uma borbulha ou ponto negro, combata-os com produtos à base de peróxido de benzoíla; ou recorra a um dermatologista, se começar a ser recorrente. Só um especialista poderá avaliar o seu caso e solucioná-lo sem consequências de maior. Entretanto, esqueça os sabonetes que secam demasiado a pele e, se perceber que tem tendência para pele acneica, é melhor investir em produtos específicos para este tipo de problema.

ERRO:

Desencravar pelos

Apenas a esteticista tem autorização para desencravar os seus pelos. Esta profissional não recorre a unhas (mesmo lavadas, contêm sempre bactérias), antes a instrumentos próprios e esterilizados. Um pelo desencravado inapropriadamente pode provocar lesões na pele e infeções complicadas de tratar.

O que fazer? Nada de agulhas ou unhas. É preferível esfoliar a zona, levemente, todos os dias, para que os pelos se desencravem naturalmente.

ERRO:

Hidratar com óleo

Aplicar um óleo depois do banho é sinónimo de pele de bebé. Mas é momentâneo! Os óleos essenciais ou de massagem não têm propriedades hidratantes, pois as suas moléculas não conseguem penetrar na pele em profundidade. Podem impedir que o corpo perca humidade, mas também não conseguem repor a humidade numa pele por si já seca.

O que fazer? Deixe os óleos para momentos de relaxamento. Se é hidratação que procura, tem mesmo de usar cremes especificamente hidratantes. Principalmente à base de ureia e de ácidos como os AHA, que estimulam a renovação celular.

ERRO:

Abusar no cabeleireiro

Há muita coisa que se pode fazer no cabeleireiro… mas não de uma vez só! Fazer uma permanente e pintar no mesmo dia, por exemplo, é uma enorme agressão para o cabelo. Tudo o que se faz num cabeleireiro é à base de químicos, logo fazer mais que um embelezamento é agredir o pelo. E fazer brushing todos os dias também não é uma atitude recomendável. O calor é inimigo do cabelo, por isso, o uso diário de secador é uma ameaça à saúde capilar.

O que fazer? A paciência é uma virtude, por isso, aplique-a! Quer encaracolar e pintar? Dê tempo ao seu cabelo para recuperar de uma intervenção, antes de se submeter à seguinte. Por exemplo, a permanente primeiro; na semana seguinte, uma hidratação; e, na outra semana, a tinta. E se não conseguir domar o seu cabelo sem recorrer ao secador, use champôs ou condicionadores com efeitos potenciados pelo calor, para não ser necessário expor o cabelo durante tanto tempo a temperaturas elevadas. Por fim, proteja as pontas com produtos apropriados.

Leia o artigo completo na edição de abril 2021 (nº 315)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here