Crómio: conheça o nutriente que pode ajudar a prevenir a diabetes

0

A diabetes tipo 2 tem vindo a alastrar em consequência dos maus hábitos alimentares e do estilo de vida pouco saudável. Mas muito pode ser feito para reduzir o risco do aparecimento desta doença, como seja tomar um suplemento diário de crómio.

 

São cada vez mais as pessoas que sofrem de diabetes, nomeadamente diabetes tipo 2, que se caracteriza por sensibilidade insulínica diminuída. Os especialistas associam os baixos níveis de crómio à resistência à insulina, e os estudos confirmam que a suplementação com levedura de crómio orgânico pode prevenir o aparecimento da diabetes e até ajudar os diabéticos já diagnosticados a controlar a sua doença.

O QUE É O CRÓMIO?

O crómio é um nutriente necessário para estabilizar os níveis de açúcar no sangue. Encontra-se presente em pequenas quantidades na nossa alimentação. A recomendação diária varia de país para país, mas afirma-se estar no intervalo de 50-200 microgramas. Obtemos crómio através das especiarias, carne, determinados vegetais e queijo.

MELHORA O CONTROLO DA GLUCOSE

Um estudo checo, publicado no ano passado, investigou o efeito da levedura de crómio (ChromoPrecise) nos marcadores da diabetes, tais como glicemia em jejum, hemoglobina glicosada (HbA1c) e lípidos séricos, em doentes com diabetes tipo 2. Uma dose de 100 microgramas de levedura de crómio tomados diariamente, durante oito semanas, fizeram baixar significativamente a glicemia em jejum e a HbA1c, o que indica que o controlo da glucose e a sensibilidade insulínica melhoraram. Pelo contrário, os níveis de glicemia em jejum e da HbA1c voltaram aos valores anteriores à toma da suplementação após oito semanas sem tomar crómio.

CONFIRMADO POR OUTROS ESTUDOS

Os investigadores, baseados nas suas observações, concluíram que a suplementação de crómio pode ser benéfica em doentes com diabetes tipo 2, os quais, em consequência de uma melhor resposta insulínica, podem melhorar o controlo da glucose. Há outros estudos que confirmaram resultados semelhantes, e também parece haver sinais de que a suplementação de crómio pode baixar os níveis de triglicéridos, na medida em que o crómio ajuda o organismo a metabolizar os macronutrientes, como gorduras (lípidos), e a transformá-los em energia.

AJUDA A INSULINA

O crómio atua intimamente com a insulina para ajudar a levar a glucose da corrente sanguínea para as células, onde a glucose constitui uma fonte de energia importante. O crómio, juntamente com vários aminoácidos, forma uma molécula, chamada cromodulina, que “abre” a célula e, com isso, ajuda a insulina a transportar mais glucose para dentro da célula. Por outras palavras, o crómio ajuda as células a responderem mais rapidamente à ação da insulina, e é precisamente isto que aumenta a utilização da glucose.

 

Fonte:

Biol Trace Elem Res. 2013 Oct; 155(1): 1-4.

O efeito da levedura de crómio enriquecido nos níveis de glicemia em jejum, hemoglobina glicosada e lípidos séricos, em doentes com diabetes mellitus tipo 2 tratados com insulina.

Racek J, Sindberg CD, Moesgaard S, Mainz J, Fabry J, Müller L, Rácová K.

 

 

Levedura de crómio: maior absorção

Ao adquirir um suplemento de crómio é importante optar por um que seja facilmente absorvido no corpo. A forma com maior absorção é a levedura de crómio orgânico: ChromoPrecise. Estudos mostram que a levedura de crómio orgânico ChromoPrecise tem uma absorção 10 vezes superior a outras fontes sintéticas de crómio, tais como o picolinato de crómio e o cloreto de crómio. ChromoPrecise é a única levedura de crómio orgânico, na EU, para controlar o açúcar no sangue. A biodisponibilidade e a segurança comprovadas desta fonte de crómio são reconhecidas pela EFSA (Autoridade Europeia para a Segurança Alimentar). Pode encontrar a mesma nas farmácias.

 

Artigo publicado na Edição de maio 2016 (nº 261)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA