Como aliviar a dor?

1

Os tratamentos atualmente existentes, como os emplastros, apresentam inovações em termos de materiais utilizados e design, para poderem proporcionar um alívio imediato e duradouro e permitir uma grande liberdade de movimentos.

 

Quem é que nunca sentiu dores após a prática desportiva ou depois de um esforço intenso? Ou, simplesmente, quem é que nunca sentiu um mal-estar tão significativo que não foi capaz de realizar a sua rotina diária tranquilamente? Contraturas, lesões desportivas, distensões, dor articular, dor muscular, cãibras… acontecem a qualquer pessoa, independentemente da idade, e podem afetar diversas parte do corpo. São afeções originadas por causas muito diversas (desporto, desgaste das articulações, movimentos repetitivos, posturas corporais incorretas…), mas sempre com o mesmo resultado: uma dor contínua e persistente.

O PRIMEIRO PASSO É PREVENIR

Na maioria das vezes, não são afeções graves, mas são incómodas e podem impedir-nos de realizar, com normalidade, determinados movimentos e atividades, pelo que, na medida do possível, convém preveni-las e, caso já se tenham manifestado, seguir algumas regras simples para minimizar os seus efeitos.

Assim, há várias opções para ajudar a acalmar e aliviar a dor. Entre elas, estão a ser cada vez mais utilizados os emplastros.

TECNOLOGIA LIPOSSÓMICA

Desde tempos antigos que os emplastros têm demonstrado a sua utilidade terapêutica. Aplicados na zona do corpo a tratar, atuam durante horas, combatendo o cansaço e a tensão muscular, e aliviando as afeções articulares. Spidiplast apresenta inovações importantes, que  justificam a sua eficácia. Trata-se de um emplastro à base de arnica, harpagófito (garra-do-diabo) e outros extratos naturais, com propriedades analgésicas e anti-inflamatórias. No entanto, a grande inovação que diferencia este produto é a utilização da denominada “tecnologia lipossómica”. Uma solução que possibilita, com apenas um emplastro, a libertação prolongada das substâncias com ação calmante, garantindo o alívio da dor durante 24 horas.

MATERIAIS FLEXÍVEIS

Da mesma forma, a eficácia dos emplastros está associada ao seu conforto: se causarem mal-estar enquanto os usamos, é óbvio que isso impedirá a realização normal das nossas atividades. Por isso, a tecnologia chegou também aos materiais.

Spidiplast supera este desafio graças à elasticidade e flexibilidade do material, suave e adaptável, com que é produzido. Para além da facilidade de aplicação, garante uma aderência perfeita à pele, inclusive nas zonas que sofrem constante movimento. Além de facilitar a mobilidade, evita as incómodas irritações que costumam ocorrer com outro tipo de emplastros.

Spidiplast proporciona um conforto tranquilizante, permitindo-nos desfrutar, plenamente e sem riscos, do nosso dia a dia.

 

Destaque

Nem frio, nem calor

Os benefícios da utilização de emplastros são muitos. No caso concreto de Spidiplast, proporciona até 24 horas sem dor, com apenas um emplastro por dia.

Mas tem ainda outras vantagens. Spidiplast é um emplastro “atérmico”: não origina uma sensação de frio nem de calor, o que, ao contrário dos emplastros térmicos (que atuam por meio da libertação de calor ou de frio), evita problemas como a sensação de ardor ou a vermelhidão na zona de aplicação.

Artigo publicado na edição de dezembro 2016 (nº 267)

 

1 COMENTÁRIO

  1. Olá a todos, excelente artigo! De vez em quando tenho dores no fundo das costas e nunca sei se será melhor o frio ou o calor, várias pessoas têm ideias contraditórias. Tenho usado emplastros e não me duram nem meio-doa, vou experimentar este que recomendam da próxima vez! Obrigado, Gustavo

DEIXE UMA RESPOSTA