Beleza que vem de dentro

0

Existe um suplemento alimentar com dois nutrientes essenciais para manter a pele, cabelo e unhas sempre bonitos. Sabe qual é?

 

Muitas mulheres sofrem de queda de cabelo, mas para algumas delas bastará repor os níveis de selénio no organismo para conquistar um cabelo volumoso, brilhante e saudável. Se as unhas têm tendência para se partirem, ficam também mais fortes quando repostos os níveis ideais deste mineral.

Quando a sua toma é combinada com zinco, outro micronutriente essencial, os efeitos refletem-se igualmente na pele. O organismo utiliza-o para manter os mecanismos de reparação da pele que participam na renovação das células cutâneas e na promoção dos processos de cicatrização necessários à manutenção da juventude, retardando o envelhecimento. Este efeito reparador é, aliás, comprovado por todas as mães que aplicam a pomada de óxido de zinco para tratar as dermatites da fralda dos seus bebés.

S DE SILHUETA

Uma vez que participa no bom funcionamento da glândula tiroide, o selénio pode ser a chave para os problemas de excesso de peso. A glândula tiroide segrega a hormona T3, também conhecida por hormona tiroideia ativa, e a T4, que por sua vez é convertida em T3. Esta conversão depende da presença de selénio. Quando há falta deste micronutriente essencial, o organismo segrega T3 em quantidade demasiado insuficiente para manter a velocidade metabólica normal, dificultando a manutenção de um peso saudável e a perda de peso. Curiosamente, a queda de cabelo, pele seca e unhas frágeis são também sinais de metabolismo lento. Se se aumentar o aporte de selénio, é muito natural que estes sintomas desapareçam.

COMO ESCOLHER

Uma vez que a biodisponibilidade (fração realmente absorvida pelo organismo) do selénio depende fortemente da sua forma química, prefira uma fórmula com selénio orgânico, combinado com zinco. Ao contrário das fontes de selénio inorgânico, habitualmente presentes em suplementos alimentares mais baratos (porque o custo de fabrico é menor), o selénio orgânico tem uma biodisponibilidade muito superior no organismo. Isto significa que é assimilado mais rapidamente no sistema digestivo e incorporado nas várias proteínas selenodependentes, garantindo que faz por dentro a beleza que será visível por fora.

Artigo publicado na edição de setembro 2019 (nº 297)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA