Thalgo associa-se a projeto da The Sea Cleaners

O mar foi sempre uma fonte de energia vital para o homem, capaz de regenerá-lo física e mentalmente. Graças à presença de plantas marinhas, o oceano liberta mais oxigénio para a atmosfera do que qualquer floresta do mundo.

Mas este ecossistema está sufocado pela poluição aquática, 80% da qual é de origem terrestre. Mais de 8 milhões de toneladas de plásticos são lançados no oceano, a cada ano, o que equivale a um camião de lixo a cada minuto. Se não agirmos, daqui a 30 anos haverá mais plástico do que peixes nos oceanos!

A THALGO, laboratório que sempre investiu na proteção do meio ambiente e do fundo marinho, acaba de anunciar a associação ao projeto do explorador Yvan Bourgnon, The Sea Cleaners, destinado à limpeza dos oceanos e redução do desperdício de plástico.

O projeto prevê ação a 3 níveis:

  1. DESPOLUIÇÃO DE PLÁSTICO DOS OCEANOS – O PROJETO MANTA

Um barco coletor e reciclador dos macro-resíduos plásticos, que percorrerá os mares e oceanos mais poluídos do mundo.

2. LIMPEZA COSTEIRA

11 rios são responsáveis 90% da poluição de plástico nos oceanos.  É preciso atuar a montante dos oceanos, implantando coletores de lixo em grande escala nas costas marítimas e fluviais de todo o mundo.

3. REDUZINDO O CONSUMO DE PLÁSTICO

O plástico é da responsabilidade de todos!

Yvan Bourgnon, um grande navegador comprometido

O explorador de 49 anos apaixonou-se pelo mar ainda em criança, aos 8 anos de idade, numa viagem ao redor do mundo que durou três anos com o seu irmão e os pais.

“Na época, não havia todo este lixo. Trinta e cinco anos depois, naveguei por dois meses no meio do plástico, passando pela Indonésia, Sri Lanka e Maldivas. Foi a minha geração que poluiu os oceanos”, afirma Yvan Bourgnon.

O “Gladiator of the Seas” pára dezenas de vezes por dia para limpar os destroços que bloqueiam o barco. Ele reflete sobre o significado da sua vida. Quando pisa terra, o projeto SeaCleaners e o seu barco batizado de “Manta”, para retirar plástico da água, começam a amadurecer.

O seu projeto emblemático: o Manta

Ciente da dimensão devastadora da poluição por plásticos, Yvan Bourgnon com a associação The SeaCleaners, que criou em 2016 e da qual é o presidente, lança um novo desafio ambiental: desenvolver uma solução eficaz e concreta para combater a poluição marinha pelos plásticos.

“O nosso objetivo é lutar no mar e em terra, por meio de missões corretivas e preventivas”, declara Yvan Bourgnon.

O seu projeto: construir um navio revolucionário, batizado Manta, um barco de controlo de poluição, mais limpo e reciclador, com pegada ambiental mínima, contendo uma fábrica pioneira a bordo, para limpar os oceanos do mundo mais expostos.

O Manta será o primeiro navio offshore capaz de coletar e processar continuamente grandes quantidades de macro-resíduos plásticos que flutuam na superfície do oceano, antes que se desintegrem no fundo do mar.

Ao mesmo tempo, o Manta carrega outro objetivo: a recolha de dados. Missões científicas serão realizadas para aumentar o conhecimento sobre a contaminação dos oceanos. Para isso, serão montadas instalações científicas no barco para geo-localizar os resíduos, quantificá-los e caracterizá-los. Informações que serão oferecidas a todos os cientistas como Dados de Acesso Livre (Open Data).

Já premiado várias vezes, o projeto Manta recebeu novas distinções, entre as quais a de inovação dos European Leadership Awards e do Troféu CCI France Internationale 2019.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here