Hepatite C: o que significa a cura?

0

Cerca de 19 milhões de pessoas na Europa e 185 milhões em todo o mundo são portadoras do vírus da hepatite C.  Afortunadamente, estamos a viver uma revolução do paradigma do seu tratamento:  a cura é, agora, não só uma possibilidade, como uma realidade, com um alcance que vai para além da mera visão científica.

 

Miranda, Dr.ªAnaCláudia

Artigo da responsabilidade da Dra. Ana Cláudia Miranda, médica infecciologista; membro do iniciativa europeia “Committed to Cure”.

O tipo e a duração do tratamento para a hepatite C dependem do genótipo do vírus que provoca a infeção, da extensão da inflamação e doença do fígado (presença ou não de cirrose) e do estado clínico do doente antes de iniciar o tratamento.

Até recentemente, o tratamento da infeção por vírus da hepatite C decorria durante vários meses (6 a 18 meses), com combinações de medicamentos que impediam a multiplicação do vírus e modulavam a resposta imunológica, mas em geral com vários efeitos secundários associados à medicação.

A recente evolução tecnológica e a inovação científica possibilitaram o desenvolvimento de novos fármacos antivíricos de ação direta, com obtenção de resultados muito animadores.

Os medicamentos mais recentes revelam-se mais eficazes e possibilitam períodos de tratamento mais curtos (8 a 24 semanas), comparando com os regimes prévios. As taxas de cura e eliminação da infeção atingem valores superiores a 90%, em média.

PERÍODO FAVORÁVEL NO ACESSO À TERAPÊUTICA

Em Portugal, vivemos um período favorável no acesso à terapêutica, o que tem promovido o tratamento de muitos doentes. Porém, permanecem ainda muitos desafios no que concerne a eliminação da infeção por VHC, nomeadamente ao nível do desenvolvimento de estratégias de rastreio, diagnóstico precoce, referenciação e retenção nos cuidados de saúde daqueles que vivem com a doença.

Vários regimes antivirais orais são totalmente reembolsados pelo Estado e os doentes, após o diagnóstico, são encaminhados para os cuidados médicos especializados.

CURA UNIVERSAL

O principal objetivo do tratamento da hepatite C é a cura da infeção. Mas o que significa a cura?

Para muitos médicos que estiveram envolvidos nos ensaios dos novos tratamentos orais, a cura significa conseguir uma resposta virológica sustentada, ou seja, conseguir que o vírus da hepatite C permaneça indetetável às 12 semanas após a conclusão do período de tratamento. Quando se verifica resposta virológica sustentada, existe 99% de probabilidade de que a infeção por hepatite C esteja efetivamente curada.

Mas a cura representa algo mais do que esta visão científica. Para os doentes, a cura é algo emocional. A cura significa a redução do estigma. A cura significa a eliminação do risco de transmissão a terceiros. A cura significa o aumento da qualidade e da esperança de vida.

Quando falamos de cura, esta deve ser entendida não só como a cura individual de cada um dos doentes infetados, mas também uma cura universal, perspetivando a eliminação do vírus da hepatite C na comunidade.

Leia o artigo completo na edição de outubro 2016 (nº 265)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA