Formas naturais de combater o stress

0

Quando o stress atinge níveis para os quais é necessário pedir ajudar profissional, o mais lógico é recorrer a um psicólogo. Porém, existem numerosas terapias alternativas e complementares que podem ajudar a eliminar o stress.

 

 

Um perfeito estado de relaxamento pode ser alcançado de diversas maneiras. Neste artigo, propomos algumas terapias naturais e alternativas, que o ajudarão a buscar essa paz interior que tanto deseja. Muitas destas técnicas podem ser combinadas, para a obtenção de melhores resultados.

Porém, não esqueça que o primeiro passo para combater qualquer alteração do organismo – e o stress é uma delas – é empreender uma vida saudável, em todos os aspetos, isto é, uma dieta equilibrada, sem carências nem excessos, que evite excitantes, como o café e o álcool; uma higiene correta; exercício físico adequado à constituição e à idade; e a eliminação de tóxicos como o tabaco.

Fitoterapia

A Fitoterapia aponta o uso das plantas com fins preventivos e curativos. Pode, assim, controlar o seu stress e sentir-se aliviado da forma mais natural possível e sem quaisquer efeitos secundários. Eis algumas das plantas que melhor cumprem esta missão:

Ginseng – A raiz de ginseng apresenta efeitos antidepressivos e ansiolíticos bem documentados e resulta perfeita para a prevenção e tratamento de doenças psicossomáticas e do stress.

Aveia – A parte da aveia que se utiliza é o talo e os grãos. Contém vitamina B, lecitinas, enzimas e minerais, responsáveis pelo seu efeito reequilibrante do sistema nervoso. Resulta bastante útil nos casos de depressão, esgotamento físico e mental, nervosismo e insónia. É uma das melhores plantas relaxantes.

Espinho-branco – Tem um efeito simpaticolítico, isto é, relaxante do sistema nervoso simpático. É muito útil em pessoas que sofrem de nervosismo que se manifesta por sensação de opressão no peito, dificuldade para respirar, taquicardia, angústia ou insónia.

Tília – A flor da tília é muito efetiva nos casos de inquietação, nervosismo, angústia e insónia. Os seus efeitos podem demorar alguns dias a manifestar-se, mas atua muito eficazmente nos casos de cefaleias por stress.

Valeriana – A raiz da valeriana produz a relaxação do sistema nervoso central e vegetativo, diminuindo os níveis de ansiedade. A sua toxicidade é muito baixa e o seu mecanismo de ação é semelhante ao dos fármacos tranquilizantes, porém sem efeitos secundários.

Erva-cidreira – Originária do Sul da Europa, esta planta milenar é a rainha do combate ao stress. Sabe-se que já era utilizada na Grécia Antiga, para reforço do coração e do cérebro, bem como para dissipar as dores físicas e morais mais diversas. Os princípios ativos desta planta são substâncias tânicas, óleos essenciais, ácido gálico e mucilagem, os quais exercem sobre o organismo uma ação sedante muito benéfica.

Camomila – O elixir de camomila constitui outra das receitas quase milagrosas para aplacar os ânimos.

Menta – Perfeita para aliviar as cefaleias produzidas pelo stress e muito útil para acalmar os nervos em geral. Para preparar uma infusão, basta deitar um punhado de folhas frescas numa chávena de água quente. Em seguida, filtra-se a adoça-se ligeiramente. É melhor tomar depois das refeições.

Leia o artigo completo na edição de janeiro 2017 (nº 268)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA