É preciso controlar a asma!

0

A asma é uma doença crónica muito prevalente, que afeta pessoas de todas as idades, desde o lactente ao adulto idoso. Em Portugal, cerca de um milhão de habitantes sofrem com esta doença, e 50% deles não estão controlados, constituindo, por isso, um problema de saúde pública. Importa, pois, sensibilizar e alertar para a importância do controlo da asma.

 

Artigo da responsabilidade do Dr. Mário Morais de Almeida, Presidente da Associação Portuguesa de Asmáticos

 

A asma é responsável por múltiplos recursos aos serviços de urgência e por um número crescente de episódios de internamento hospitalar, decorrentes da gravidade clínica relacionada com um deficiente controlo. É que, dos cerca de 1 milhão de asmáticos existentes em Portugal, aproximadamente metade não estão controlados. E a perceção do asmático acerca do controlo da sua doença é deficiente em cerca de 80% daqueles que têm a sua qualidade de vida significativamente limitada por esta doença.

REFORÇO DE INFORMAÇÃO

A equipa de saúde tem um papel importante na informação e educação do asmático, com vista a um melhor conhecimento da doença, aumentando-se ainda a adesão ao tratamento. Tem sido demonstrado que existe uma melhoria significativa no controlo da doença e na redução do uso de medicação de alívio em doentes que recebem reforço de informação. E, ao mesmo tempo, reduzem-se os custos.

A educação do doente, bem como a implementação de programas de intervenção multidisciplinares, permitem um melhor conhecimento da utilização dos fármacos antiasmáticos, nomeadamente dos inaladores, e dos motivos geradores do não controlo da doença.

Leia o artigo completo na edição de outubro 2017 (nº 276)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA