Dieta para dormir melhor

0

Alguns alimentos, como o leite, os frutos cítricos ou o salmão, entre outros, favorecem o descanso noturno, porque aumentam a produção da hormona responsável pelo ciclo sono-vigília. Conheça a dieta que o ajudará a dormir melhor.

Nem toda a gente consegue conciliar o sono de forma fácil. Inclusivamente quando se goza de uma boa saúde, o sono pode ver-se perturbado pelas preocupações do quotidiano, por um estilo de vida inadequado ou por causas externas, como o ruído ou a temperatura excessiva do quarto. Se não se dorme o tempo suficiente, corre-se o risco de acordar pela manhã pouco descansados e privados da lucidez necessária para enfrentar o trabalho e todas as exigentes tarefas do dia a dia.

Para eliminar este perigo, pode favorecer-se o sono adotando um método simples, que não requer a administração de quaisquer drogas: basta seguir uma dieta que induza o sono, baseada na escolha de alimentos com capacidade para favorecer o descanso.

Papel da melatonina

O sono é um mecanismo complexo e delicado, sobre o qual ainda não se conhece tudo. Porém, sabe-se que existem algumas substâncias que conseguem promover o sono. Uma delas é a melatonina, uma hormona produzida pelo próprio organismo, encarregue de controlar o ciclo sono-vigília.

A produção de melatonina ocorre em ciclos de aproximadamente 24 horas, com níveis muito baixos durante o dia, que crescem progressivamente, até alcançarem os valores máximos por volta das 3 ou 4 da noite, para descerem a pique, até às 8 ou 9 da manhã.

A secreção de melatonina tem lugar durante as horas noturnas, mas não é estimulada pela obscuridade, pelo que permanecer na penumbra durante o dia não aumenta a produção da substância. Pelo contrário, a sua secreção pode ser bloqueada pela luz natural ou artificial e pelo consumo de certos fármacos.

Atualmente, é difícil seguir o ritmo natural dia-noite, pelo que a produção de melatonina se vê alterada, refletindo-se no bem-estar geral: o organismo não chega a descansar adequadamente, não elimina como devia os radicais livres – substâncias que promovem o envelhecimento –, nem sincroniza o ritmo biológico com o do ambiente.

Por tudo isto, é muito importante cuidar da alimentação, uma vez que os percursores das hormonas do sono estão contidos nalguns alimentos.

Leia o artigo completo na edição de fevereiro 2016 (nº 258)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA