Alimentação nas férias

0

Durante as férias de Verão, há uma enorme tendência a alguns excessos, muito derivado à saída do ambiente diário de stress, trabalho e rotinas. É tempo de aproveitar a família e os amigos, surgindo com frequência alimentos energeticamente mais densos e não tão interessantes a nível nutricional. Do ponto visto calórico, sabe-se que esta é uma fase mais desafiante para atingirmos ou continuarmos o nosso objetivo, principalmente se estivermos a falar de uma perda de peso ou a sua manutenção. Ainda assim, estamos de férias e a alimentação não deverá ser um motivo de stress ou preocupação.

Artigo da responsabilidade da Dra. Catarina Sofia Correia, Nutricionista Clínica Tejo Saúde Bobadela, Parceira Fitness Hut – Grupo VivaGym

 

 

 

O segredo está no equilíbrio, sobretudo ao nível das porções ingeridas, sendo que existem estratégias que poderá pôr em prática em alguns dos dias das suas férias, para evitar prejudicar todo o esforço feito fora do período das férias para atingir os nossos objetivos, no que diz respeito à nossa forma física:

1. Contrabalançar a maior densidade calórica de algumas refeições, com outras mais leves – por exemplo, ter um almoço mais “livre” onde tem uma refeição de acordo com a sua vontade, podendo utilizar o jantar, como um meio de compensação, fazendo uma refeição maioritariamente à base de sopa, saladas frescas, ricas em hortofrutícolas, sendo estas normalmente, baixas em calorias. Desta forma consegue estabelecer um balanço energético equilibrado no final do dia.

2. Faça um lanche antes de cada refeição “livre”. Comer uma a duas peças de fruta, um punhado de frutos secos ou até mesmo um ovo cozido com o objetivo de promover alguma saciedade, faz com que, no momento em que houver a refeição nutricionalmente mais calórica, o apetite não seja tão elevado, o que permitirá, de certa forma, uma diminuição do tamanho das porções ingeridas.

3. Mantenha-se ativo. Se for uma pessoa que gosta de ser ativa, com uma prática de
atividade física regular durante o ano, não abdique completamente deste hábito
durante o período de férias. Desta forma poderá beneficiar de mais um fator de
equilíbrio entre a ingestão e o dispêndio energético diário.

4. Privilegie as refeições confecionadas em casa. Desta forma conseguirá controlar as
porções consumidas, os alimentos utilizados e os seus temperos como o sal, açúcar ou
molhos adicionados de forma desnecessária ou em quantidades exageradas.

No que diz respeito à segurança alimentar e conservação de alimentos, é fundamental:
• Não se esquecer que com as altas temperaturas a proliferação bacteriana é superior, daí
a importância de uma refrigeração adequada dos alimentos, principalmente dos
alimentos que são preparados com leite e ovos. Procure levar uma geleira para
conservar e manter a temperatura adequada.
• Opte por locais de extrema segurança para consumir mariscos e pescados,
principalmente quando o consumo destes é em cru. Não consuma alimentos se tiver
qualquer dúvida acerca da sua conservação.
• Lave muito bem os legumes, vegetais e fruta antes de serem consumidos em cru.
• Guarde os alimentos que sobram em embalagens ou recipientes de vidro, seguramente
fechados e protegidos do calor.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here