Experimente um suplemento de Q10

0

Muitas pessoas que tomam medicamentos para baixar o colesterol (as conhecidas estatinas) sofrem dores musculares. Investigadores demonstraram que é possível acabar com estas dores ao tomar um suplemento de Q10.

O seu médico receitou-lhe estatinas para baixar o colesterol. Ao fim de algum tempo, constata que estes fármacos lhe provocam dores musculares extremamente incómodas. E porquê? Existe uma explicação lógica, mas o problema tem solução. Estudos científicos mostram que associar uma substância natural designada por Q10 acaba com as dores musculares.

ESTATINAS AFETAM CÉLULAS MUSCULARES

Quando se tomam estatinas, estas inibem a produção de colesterol no fígado. Uma vez que o colesterol está metabolicamente relacionado com o Q10 – um composto que também é produzido no fígado e extremamente importante para a renovação energética das células –, ao inibir-se a produção do colesterol, também se inibe a produção do Q10. A falta deste composto essencial prejudica a produção de energia nas células musculares, comprometendo o funcionamento dos músculos.

REDUZ A DOR EM 40%

Um estudo dinamarquês demonstrou que as estatinas reduzem substancialmente os níveis de Q10 e que as pessoas fisicamente ativas são muito mais suscetíveis a terem dores musculares do que as pessoas sedentárias, levando a que estas deixem de tomar estatinas ou abandonem o exercício físico.

Porém, a solução está nos resultados de um estudo norte-americano, segundo o qual os doentes que tomavam estatinas e suplementos de Q10 conseguiram reduzir as dores em 40 por cento.

OPTE PELA MELHOR QUALIDADE

Existem muitos suplementos de Q10 disponíveis no mercado, mas aquilo que as pessoas provavelmente não sabem é que há grandes diferenças na respetiva qualidade.

Um suplemento disponível no mercado europeu há mais de 25 anos conseguiu posicionar-se como uma marca de referência: o Q10 é produzido através de uma fórmula única de microcristais de Q10 dissolvidos em óleo vegetal, para uma absorção superior. O produto é a referência científica oficial da ICQA (International Coenzyme Q10 Association) e está documentado em mais de 90 estudos publicados.

Um dos estudos mais recentes, o Q-Symbio, mostrou que o Q10 reduz a mortalidade cardiovascular em doentes com insuficiência cardíaca crónica. O Q10 utilizado neste estudo encontra-se disponível nas farmácias portuguesas.

Para mais informações, consulte www.q-symbio.com/pt/

Referência do estudo: Am J Cardiol 2007; 99:1409-1412.

Artigo publicado na Edição de Novembro 2015 (nº 255)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA