Dermopigmentação: perguntas frequentes

0

O desejo e a importância de assegurar que todos os nossos potenciais pacientes sejam devidamente informados motivou-nos a responder às perguntas mais frequentes sobre os tratamentos de dermopigmentação Dermoclynic®.

 

filo,Por Filomena Bernardo, Técnica especialista em MCA, Dermopigmentação Make-UP, Paramédica, Dermatológica, Oncológica e Capilar

Dermopigmentação e tatuagem são a mesma coisa?

Inicialmente, a técnica era a mesma. Atualmente, não. Na tatuagem, as agulhas são mais espessas, penetram mais profundamente na pele, depositando a cor, que é retida em maior quantidade, junto às células de gordura, aí permanecendo definitivamente.

Na Dermopigmentação, as agulhas são curtas e finas, o que impede de ultrapassar a epiderme. A aparatologia atual está equipada com microprocessadores que asseguram a mesma frequência nas diferentes estruturas da pele. Este tipo de “tecnologia inteligente” de grande precisão é utilizada para os distintos tratamentos.

Os implantes dérmicos introduzidos são antibacterianos, anti-inflamatórios e têm em vista uma fácil cicatrização. A composição e apresentação estéril estão conforme a diretiva 93/42/CEE, classe II b, no que respeita aos implantes médicos.

Quanto tempo permanece a Dermopigmentação?

O tratamento pode durar de seis meses a dois ou mais anos; no entanto, esse período depende da zona em que é realizado e de diversos fatores, tais como em peles sensíveis, reativas, cicatrizes ou vitiligo, casos em que os implantes dérmicos têm maior dificuldade em se fixar; em peles ou zonas oleosas, pelo excesso de secreção sebácea; e em peles com mais idade, entre outros casos.

Porquê optar pela Dermopigmentação Make-up?

O objetivo é camuflar imperfeições, corrigir assimetrias e realçar os traços mais marcantes do rosto. Realizada de forma natural, a Dermopigmentação Make-up vai ao encontro de todas as mulheres, em todas as idades. A simetria, a forma e a cor das sobrancelhas definem e dão uma imagem mais cuidada; os olhos adquirem maior expressividade e luminosidade; aos lábios devolve a forma e a cor, proporcionando ao rosto vida e sensualidade.

Por vezes, a Dermopigmentação é a única solução para a restauração da autoestima, na reconstrução de falhas causadas por doenças, acidentes ou erros em tratamentos estéticos.

O tratamento de é doloroso?

A Dermopigmentação é praticamente indolor, uma vez que o implante dérmico é realizado com aparatologia específica, que não provoca danos na pele. Para os casos de maior grau de sensibilidade, aplica-se previamente um anestésico tópico.

Quem pode fazer Dermopigmentação?

Quase todas as pessoas podem submeter-se a este tratamento. No entanto, pode estar contraindicado em algumas situações: durante o tratamento oncológico; diabetes descompensado; hepatites em tratamento; infeção de pele no local; histórico alérgico; estado viral ativo; gestação; distúrbios psiquiátricos; sempre que o sistema imunológico estiver enfraquecido.

Corro alguns riscos?

Se não se encontra numa situação contraindicada, não corre riscos. Contudo, existem premissas básicas para o completo sucesso do tratamento: produtos de alta qualidade, material de uso individual e descartável, assim como a assepsia do local. Com estes cuidados, não existe risco de infeções. No pós-tratamento, é importante que a paciente siga rigorosamente as orientações prescritas pela técnica.

Quais as precauções após o tratamento?

A aplicação do tratamento produz uma “lesão” a nível epidérmico. A cicatrização inicia-se imediatamente. É essencial seguir as indicações da técnica e utilizar os produtos prescritos. Durante os primeiros cinco dias, evite saunas, banhos quentes e exposição solar, bem como coçar a zona.
A regeneração sucede à cicatrização, que se finaliza 30 dias após o tratamento. Os cuidados recomendados e os produtos utilizados irão influenciar o êxito final do tratamento.

Os homens podem recorrer a estes tratamentos?

Obviamente que sim! E fazem-nos tanto para implante capilar dérmico e densificação capilar em casos de alopecia, como para camuflar cicatrizes, queimaduras, vitiligos, densificação de sobrancelhas, etc..

O que é o implante capilar dérmico?

A técnica DermoClynic® consiste na implantação de implantes dérmicos na camada epidérmica, simulando a aparência de cabeça rapada. É uma aplicação muito sofisticada, em que se consegue uma simulação completamente natural, criando um aspeto de cabelo rapado, que proporciona uma imagem jovem e atraente.

barra dermo makeup_750x106O que é a Dermopigmentação Oncológica?

O impacto dos tratamentos oncológicos é maior em mulheres cuja autoestima depende fortemente da aparência. Com a Dermopigmentação, é possível manter os traços que dão estrutura e equilíbrio ao rosto, assegurando um aspeto natural durante todo o processo

A Dermopigmentação não só é capaz de embelezar o rosto, como consegue camuflar cicatrizes ou criar aréolas nos casos de reconstrução da mama.

O que é a Dermopigmentação Paramédica?

São tratamentos que realçam e finalizam qualquer outro procedimento de estética dermatológica ou cirúrgica. Faz com que o paciente perca o estigma da doença e se sinta com mais confiança. As principais aplicações relacionam-se com casos de lábio leporino, cicatrizes das aréolas mamárias, liftings, queimados, estrias e vários tipos de cicatrizes inestéticas.

A Dermopigmentação pode ser corrigida?

Sim, é possível a sua correção. O próprio sistema imunológico encarrega-se de absorver gradualmente as partículas dos implantes dérmicos, até ao seu total desaparecimento. Mas se, por alguma circunstância, tiver de ser eliminado, usa-se um determinado tipo de laser – Yag Q-Switched, com DermaClean – ou recorre-se à Dermopigmentação corretiva. Todos estes tratamentos podem ser efetuados na nossa clínica.

Quem está habilitado a fazer Dermopigmentação?

A Dermopigmentação deve ser realizada por profissionais com formação específica, bem treinados e experientes, que possuam conhecimentos sobre pele, colorimetria, maquilhagem corretiva e assepsia, entre outros conhecimentos importantes.

O procedimento é realizado em consultório, utilizado unicamente para procedimentos estéticos, com sala de esterilização equipada para manter esterilizados todos os materiais de apoio.

Antes de se submeter a um procedimento de Dermopigmentação, tenha a devida atenção: procure o máximo de informação acerca dotratamento que pretende e sobre o percurso profissional da técnica, bem como os produtos que utiliza.

Artigo publicado na edição de Outubro/15 (nº 254)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA