Com o tema central “Nutrição: uma ciência para a inclusão”, o congresso da Associação Portuguesa de Nutrição vai reunir, nos dias 16 e 17 de maio, no Centro de Congressos de Lisboa, mais de 1.500 nutricionistas para debater questões vitais como a sustentabilidade alimentar, a nutrição em grupos específicos e a promoção da equidade no acesso à alimentação.

“O envelhecimento da população e os fluxos migratórios cada vez mais acentuados têm impactos significativos na garantia de uma alimentação saudável e nas necessidades alimentares da comunidade”, explica a presidente da APN, Célia Craveiro.

Com o tema central “Nutrição: uma ciência para a inclusão”, serão abordadas questões atuais como a sustentabilidade alimentar, a nutrição em grupos específicos e a promoção da equidade no acesso à alimentação. Com um contexto de inflação e guerras, a presidente da APN destaca também “a importância de enfrentar estes e outros desafios de forma inclusiva e abrangente”.

“A instabilidade política, social e económica vigente em Portugal, derivada dos conflitos bélicos e da inflação que se faz sentir por toda a União Europeia, comprometem a equidade no acesso à alimentação, gerando climas de insegurança alimentar, particularmente em grupos mais vulneráveis da população ou com necessidades mais específicas”, explica a presidente da associação.

No programa constam, por exemplo, discussões sobre a avaliação nutricional na pessoa transgénero, educação alimentar dirigida a pessoas com limitações cognitivas e escolhas nutricionais para atletas de diferentes culturas. “A crescente diversidade cultural e as consequentes exigências nutricionais específicas de grupos vulneráveis exigem uma abordagem multifacetada por parte dos profissionais de saúde, que devem estar preparados para lidar com todas as franjas da população”, continua.

O encontro pretende ainda dar destaque a todas as fases de vida. A UNICEF vai estar presente para discutir como reduzir as desigualdades em saúde na população infantil e haverá um painel para refletir sobre a nutrição personalizada com leite humano. Por outro lado, os profissionais vão igualmente abordar a importância do papel do nutricionista na população mais envelhecida.

Durante os dois dias do evento, muitos mais temas vão estar em destaque no Centro de Congressos de Lisboa. A saúde digital, os cuidados no catering de atletas, fortificação dos solos e dos alimentos ou a sustentabilidade das empresas são outros dos tópicos em discussão.

“À semelhança do que este encontro anual nos tem vindo a habituar, esta edição vai dar lugar à atualidade e transversalidade de temas das ciências da nutrição, de forma a dar resposta à demanda dos participantes das mais diferentes áreas de atuação”, conclui Célia Craveiro.

Os nutricionistas vão ainda reunir-se para debater sobre o Nutri-Score, um sistema de rotulagem recomendado para uso em Portugal desde o mês passado nas embalagens de produtos alimentares. Esta estratégia permite perceber, através de um sistema de letras e cores, se o alimento apresenta mais ou menos equilíbrio nutricional.