O Dia Mundial da Esclerose Múltipla (EM), assinalado todos os anos a 30 de maio, reúne a comunidade global de EM para partilhar histórias, consciencializar o público em geral para as características da doença e sensibilizar para melhores condições de vida dos seus portadores e de quem os rodeia.

A campanha internacional do Dia Mundial da EM 2024, coordenada pela Federação Internacional de Esclerose Múltipla (MSIF), tem como tema “O Meu Diagnóstico de EM” (My MS Diagnosis) e o lema “Navegando juntos pela EM”, defendendo um diagnóstico precoce e preciso para todas as pessoas que vivem com EM.

Pretende-se chamar a atenção dos decisores políticos para um melhor e mais preciso diagnóstico precoce; destacar as barreiras que dificultam o acesso a um diagnóstico de EM; construir comunidades e sistemas solidários que apoiem pessoas diagnosticadas com EM; sensibilizar e construir solidariedade através da partilha de experiências de um diagnóstico de EM; defender uma melhor formação em EM entre os profissionais de saúde; apoiar novas pesquisas e avanços clínicos no diagnóstico de EM.

Um diagnóstico precoce é vital para permitir o tratamento precoce com terapias modificadoras da doença que podem minimizar recaídas e reduzir incapacidades futuras. Mesmo que não estejam disponíveis terapias modificadoras da doença, um diagnóstico precoce continua a ser crucial pois permite mudanças no estilo de vida para ajudar a controlar a doença e melhorar a qualidade de vida.

Homenageando todas as Pessoas com EM (PcEM), a Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla (SPEM) vai realizar diversas atividades com o objetivo de atingir público além da comunidade de EM, conquistando mais apoiantes e aumentando a comunidade com simpatizantes, voluntários, parceiros e mecenas que ajudem a potenciar a causa. Mais informações poderão ser consultadas aqui.

De norte a sul do país, são várias as autarquias que se associam à causa através da iluminação laranja dos seus edifícios na noite de 30 de maio. A cor laranja simboliza o movimento da consciencialização da EM e foi eleita desde 2009 pela MSIF por ser quente, vibrante e representativa dos jovens com EM.

Durante o mês de junho será ainda inaugurada a Exposição Solidária de Arte “Sintomas EM”, com obras da autoria do artista Emanuel Ribeiro. Mais detalhes serão divulgados em breve nas redes sociais e site da SPEM.